Páginas

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

A precária Era de Aquário




Há dois erros semelhantes mas opostos que os seres humanos podem cometer
 quanto aos demônios. Um é não acreditar em sua existência. O outro é acreditar
que eles existem e sentir um interesse excessivo e pouco saudável por eles.
Os próprios demônios ficam igualmente satisfeitos por ambos  os erros, 
e saúdam o materialista e o mago com a mesma alegria.  
C. S. Lewis



Por Bjarne Christensen

"Qual o seu signo irmão Christensen?" foi uma pergunta lançada a mim quando entrei na escola dominical num brilhante domingo pela manhã, não muito tempo atrás. A mesma pergunta foi dirigida ao antigo profeta Isaías nos tempos bíblicos. Não sabemos sob qual signo ele nasceu, mas sabemos qual foi sua reação a pergunta. Não foi a mesma que a minha. "Sou de áries," eu disse. Uma animada discussão sobre astrologia seguiu-se, durante a qual a instigante pergunta foi feita: "A astrologia ou qualquer outra prática oculta é parte do plano do Salvador para a humanidade?"

É uma pergunta que podemos nos fazer nestes dias quando as aparentemente inofensivas atividades como a astrologia, a quiromancia, a cartomancia e outras práticas místicas desfrutam de grande popularidade.


Um jogador de futebol de 35 anos especializou-se me astrologia de marcado de ações. Usando os horóscopos de certas companhias, com a data da constituição como a época do nascimento, ele entrega uma recomendação por um único estoque por 25 dólares, um portfólio completo por 1000 dólares. Um astrólogo em Chicago ganha a vida usando horóscopo de animais para predizer ganhadores de corrida de cavalos. Babás em Berkeley, Califórnia, pedem para ver o zodíaco de uma criança antes de aceitar o serviço.



O antigo Secretário-Geral da ONU, U Thant, recebeu uma mensagem urgente de Marlene Dietrich, advertindo sobre datas astrológicas ruins para sessões especiais de Assembléia Geral.


"A  Era de Aquário," a canção de sucesso do musical Hair da Broadway, cujo elenco inclui um astrólogo, afirma que "a paz irá guiar os planetas e o amor irá governar as estrelas."  De acordo com a a teoria, essa nova era supostamente será um início espiritual marcado pela fraternidade universal e o desprendimento de inibições nocivas. Para seus seguidores, a Era de Aquário não é extravagante ou excêntrica. Não há dúvida de que os arquitetos de nossa cultura pop, por exemplo, levam com extrema seriedade os signos do zodíaco. 


E muitos jovens vão para o ocultismo sinceramente determinados a fazer dele um sucesso, aprendendo todas as técnicas apropriadas de magia. A revista Time de 27 de setembro de 1968, disse sobre eles:


"Hippies, com seus ienes sensibilizados por drogas para a magia, são talvez os motores principais por trás do fenômeno. Eles não apenas possuem miçangas e amuletos que supostamente tem poderes mágicos, eles também acreditam firmemente e assustadoramente em feitiçaria."


Na maioria das cidades, abriram-se lojas voltadas para vender amuletos, porções, velas, ervas, ferramentas mágicas, incenso e vestes cerimoniais.



Essa preocupação com o misterioso de parte de algumas pessoas é uma tentativa de encontrar enriquecimento para vidas perplexas e monótonas. Desiludidas com a vida como eles agora a encontram, esperam encontrar respostas usando o poder da magia para criar uma existência significativa. Isso sugere que o ocultismo pode ser uma forma de religião. Psicólogos comparam a fascinação pelo ocultismo com o crescente pseudo interesse em religiões orientais, como a religião Zen Budista. A crença em reencarnação, por exemplo, é considerada parte integrante da astrologia. "Nunca antes na história teve uma única sociedade onde houvesse uma ampla gama de sistemas religiosos ou quase religiosos," afirma um artigo da revista Life.

Claro, muitas pessoas simplesmente entram no sobrenatural querendo se envolver com algo novo e sensacional, algo no qual mergulhar de vez em quando. De fato, muitos membros da Igreja, tanto jovens quanto velhos, têm, como milhões de outras pessoas, procurado por orientação artificial em um dos 1200 jornais diários dos Estados Unidos que atualmente trazem colunas de horóscopo. Mas, seja qual for a motivação para esse novo interesse em astrologia, é evidente que o movimento já está repleto de exploradores financeiros.


A revista Time estima que há agora mais de 10 mil astrólogos de tempo integral nos Estados Unidos e 175 mil praticando a arte em tempo parcial. Grupos de rock lançam álbuns que abordam a astrologia e o místico. Livrarias estão cheias de publicações sobre misticismo, ocultismo e metafísica. Esse ano é estimado que as pessoas nesse país irão gastar a quantia de 150 milhões de dólares com o ocultismo. Uma leitura pessoal de seu gráfico por um astrólogo profissional custa em média 35 dólares. Revistas sobre astrologia vendem 10 milhões de cópias por ano. Lojas de departamento oferecem roupas e jóias estilizadas para cada um dos doze signos do zodíaco. Computadores em locais públicos emitem horóscopos ou interpretações de caligrafia por 5 dólares cada. 


Essa crença no místico certamente não é uma ideologia nova. Acredita-se que os primeiros astrólogos tenham sido sacerdotes no antigo reino da Babilônia. Nos tempos bíblicos, Isaías, Daniel e outros profetas condenaram aqueles que prediziam o futuro e praticavam feitiçaria como mal por invocar poderes sobrenaturais que não o poder de Deus. 

Da história da Idade média aprendemos como católicos e protestantes travaram uma guerra virtual contra o psíquico e o oculto. A caça às bruxas espalhou-se pelos Estados Unidos durante os anos coloniais. Nossa linguagem ainda reflete várias palavras, por exemplo, que refletem a influência astrológica. Nós dizemos que um homem é jovial, uma palavra que deriva de Júpiter. A palavra mercurial vem de Mercúrio, e saturnino de saturno. Quando alguém enfrenta um desastre, isso é culpa de seu astro ou estrela. A tarefa mais formidável para a maioria de nós é investigar alegações inacreditáveis.

Vamos dar uma olhada!


A astrologia é baseada em evidência científica e fornece uma chave para o futuro, diz um notável astrólogo. Mais de 20 milhões americanos parecem concordar.

O movimento e posição dos planetas no universo afeta os indivíduos e eventos aqui na terra, eles dizem. O horóscopo é um estudo e interpretação dos corpos celestes que se aplicam a um indivíduo, de acordo com seu signo ou data de nascimento. A interpretação dos astrólogos podem ser afetadas por quatro forças separadas, todas relacionadas com a percepção extrassensorial (PES):

1. Premonição, a consciência de um evento que ainda não aconteceu;

2. Clarividência, vê um evento com a mente sem estar próximo a ele;

3. Telepatia, comunicação silenciosa de uma pessoa com outra;

4. Psicocinesia, influenciar ou realmente mover objetos com os pensamentos.

Uma das mais conhecidas astrólogas que trabalham com esses princípios é, provavelmente, Jeanne Dixon. Ela mesmo alega ser uma profetiza. Algumas vezes ela fez predições que, aparentemente, parecem ter sido verdadeiras. Ela e outros astrólogos alegam que todas as pessoas têm Percepção Extrassensoriais e Psicocinesia. "Embora não saibamos exatamente o que eles são e como eles funcionam, aprendemos a trazê-las em nós mesmos," eles dizem. 

Os cientistas que estudaram astrologia e todas as suas alegações afirmam que os resultados da PES e similares não foram provados cientificamente. De fato, a tentativa de fixar provas científicas são sempre tão insatisfatórias como as alegações espirituais dos ocultistas. Corpos celestes, é claro, podem afetar a vida em nosso planeta. A lua influencia o oceano, bem como a vida de muitos animais marinhos. Mas a localização de um planeta e estrela específicos na época do nascimento uma pessoa fazem a diferença em sua vida?

"É impossível para a ciência provar uma negativa universal (que algo seja sempre falso em todos os casos"," escreveu Hudson Hoagland, um membro do conselho administrativo da Associação Americana pelo Avanço da Ciência. "Haverá casos que irão permanecer sem explicações devido a falta de dados, a falta de repetibilidade, informações falsas, whishful thinking*, Observadores iludidos, boatos e fraude." Declara o professor Gibson Reaves do Departamento de Astronomia da Universidade da Carolina do Sul: "Ninguém jamais provou por fim que a astrologia não funciona. Mas a coisa importante é que há pouca, se há, evidência de que ela funciona." 

Alguns adolescentes dizem que a astrologia ajudou-os a descobrir mais sobre eles mesmos. "Um bom horóscopo," diz um joven, "faz você perceber que o que você faz importa."

"Eu logo senti que meu futuro estava sendo moldado pelas estrelas ou pela virada das cartas. Eles representam poderes mais relacionados a mim do que um diário de vôo ou o Pentágono," disse outro. 

As teorias do relacionamento dos homens com o universo, como desenvolvidas por astrólogos, são impessoais no sentido de que elas não levam em consideração especial sobre as próprias aspirações e o estado dos homens. A astrologia dá-nos apenas uma falsa imagem do que realmente somos. Como membros da Igreja deveríamos estar especialmente cientes da ideia de que apenas conhecendo realmente a nós mesmos e nosso relacionamento com Deus podemos crescer e progredir. Josh Billings disse, "Conhecer a si mesmo não é somente a coisa mais difícil, é a mais inconveniente também." Usar a astrologia como um meio de ganhar autoconhecimento, então, é realmente uma escapatória. 

Um astrólogo profissional admite que horóscopos são usados por muitas pessoas procurando escapar de si mesmas, pessoas que de outra forma poderiam ter se envolvido com drogas ou álcool. Isso é confirmado por Diane, uma jovem estudante, que disse: "É simplesmente como ser viciado em uma droga, porque você precisa saber apenas o que está acontecendo com você de um dia para outro."

Astrólogos alegam que horóscopos são mapas reais para guiar um indivíduo para uma vida melhor. "Esse mapa concede a seus usuários sua livre vontade para agir depois que você recebe o que é indicado," disse um notável astrólogo.

Note-se que a ênfase aqui está no "o que você recebe" (poder, amor, dinheiro, influência). Uma vez que o homem, por sua própria natureza, é um buscador de significados, é compreensível que muitas pessoas adquiram uma satisfação emocional imediata da interpretação de seu horóscopo. Mas ao aceitar e aplicar esse tipo de informação a nossas vidas, não estamos na realidade abrindo mão de nossa liberdade e nos submetendo a um cruel e vazio sistema de orientação que não é correto? Para algumas pessoas, naturalmente, é economicamente rentável nos enganar com informações imprecisas.

Alem disso, não precisamos de qualquer falsa Liahona. Mas precisamos  aplicar nossa fé em orientações genuínas em um mundo moderno cheio de substitutos. Como A. E. Housman disse: "A casa das ilusões é barata para se construir mas fria para se viver." 


O Reverendo Andres M Greeley, um sacerdote Católico Romano e professor de sociologia na Universidade de Chicago, escreveu:  "O que está acontecendo é autenticamente, e talvez transitoriamente e bizarramente, religioso." Ele chama isso de "a nova busca do sagrado."

Provavelmente, esse crescente interesse tem algo a ver com o frágil papel que a religião tem desempenhado nas últimas décadas em todo o mundo ocidental. Durante o último caótico período do Império Romano, as pessoas também tomaram o horóscopo e o sobrenatural, como drogas, em nome da religião. Então, como agora, o movimento ocultista tinha muitas semelhanças com experiências espirituais. É preciso, no entanto, estar atento não apenas às semelhanças mas também às diferenças. Temos de olhar por trás das palavras. Às vezes somos cegos para o que está por trás do rótulo. Frequentemente presumimos que duas coisas rotuladas pelo mesmo nome são idênticas. "Nós vemos as coisas não como elas são," disse um sábio homem, "mas como nós somos."

Espiritualidade genuína aquece e cresce em nossos corações. A falsa espiritualidade é frequentemente amedrontadora e deixa cicatrizes. Permanentemente. Não há geralmente nenhuma menção de Deus no oculto, apenas sinais. No entanto, nós aprendemos a não procurar por sinais. O efeito do culto bizarro é imediato porém temporário. O sagrado cresce devagar, deve ser nutrido, e deixa efeitos duradouros.

"Nós estávamos jogando com um tabuleiro Quija na escola outro dia," disse JoAnn, uma laurel no sul da Califórnia. "Nós continuamos fazendo perguntas e a tábua continuou respondendo corretamente. Eu fiquei incrivelmente fraca e eventualmente tão assustadas que eu saí da sala. Não pude dormir por dias. Eu seguidamente acordava com pesadelos. Foi uma experiência horrível. Somos ensinados a procurar o que é positivo na vida," ela continuou, "mas o negativo é simplesmente tão poderoso. Ao forçar toda sua atenção e seus pensamentos em um objeto, usando um ritual para tornar a imagem emocionante, você pode facilmente render sua consciência ao poder do mal." 

Portanto, procure pelas diferenças que fazem a diferença. 

Jeanne Dixon predisse muitas coisas que vieram a acontecer. Isso faz dela uma profetiza como ela alega? Outros, como Edgar Cayce, teve também experiências sobrenaturais que francamente são sensacionais.

O número de premonições que não se realizaram é também espetacular. Um dos principais clarividentes de nossos dias predisse, por exemplo, que em 1970 a Califórnia iria afundar no oceano, a cura do câncer seria encontrada e Ronald Reagan seria derrotado na eleição da Califórnia para governador. Todas as predições que se realizam são notícias de primeira página. Poucas são publicadas quando não soam verdadeiras. Certamente, algumas predições pareceram realmente notáveis e tiveram atenção nacional, mas aplicando o "perfil de um profeta" de Hugh B Brown às alegações feitas, esses autoproclamados profetas são vistos em uma luz inteiramente diferente.  

A. Ele corajosamente falará que Deus falou com ele;


B. Será um indivíduo digno com uma mensagem digna; sem salto sobre a mesa, sem sussurro dos mortos, sem clarividência, mas uma declaração inteligente da verdade;

C. Ele irá declarar, "assim diz o Senhor.";

D. Dará sua vida por sua afirmação, se necessário;

Os adivinhos modernos, obviamente, não se qualificam, mas como muitas pessoas sabem disso?

Porque Satanás opera em um reino em grande parte desconhecido, poucos entre nós percebem seu poder sutil e intrigante de espalhar meias verdades e encher nossas mentes com teias de aranha de confusão.

Ele opera por meio daqueles que, sem saber, convida-o para sua presença, não tanto para promover seus próprios objetivos na vida, mas para usá-los para atrair o maior número de pessoas para longe da verdade e da vida quanto ele puder.

Fortes evidências da existência do diabo é muitas vezes oferecida por indivíduos que sabem que entraram em contato com ele. Beth, uma jovem dona de casa da Califórnia, esteve envolvida em astrologia e adivinhação desde o ensino médio. Ela frequentou muitas sessões espíritas (encontros nos quais espíritos são convidados a vir ao grupo para possuir o corpo de um indivíduo e falar por meio dessa pessoa). Em uma sessão, depois que ela se atreveu a convidar os espíritos a tomarem o controle de seu corpo e quando ela sentiu que eles realmente estavam fazendo isso, ela entrou em pânico e mu'dou de ideia, lutando para que eles saíssem.

Depois desse instante, houve sequelas.  "Senti como eu estivesse em um buraco," ela disse, "e todos esses espíritos estavam sobre mim. Eu os ouvi rindo sobre mim e dizendo, 'Nós a possuímos agora.'" Beth acabou desenvolvendo uma personalidade dividida.

Tanto a psiquiatria como a psicologia reconhecem os efeitos incapacitante da atividade espírita sobre a mente. Em seu livro, The Hounting of Bishop Pike, Merril Unger afirma, "A prática reiterada de ocultismo produz sintomas de personalidades divididas. A psiquiatria caracteriza o transtorno resultante como 'psicose mediúnica.'"

Em Answers to Gospel Questions, o Presidente Joseph Fielding Smith  deu alguns conselhos muito bons a respeito do problema de receber orientação de médiuns, mágicos ou astrólogos. Ele disse:

"O Senhor indicou muito claramente o curso que deveríamos tomar na obtenção de inspiração para nossa orientação. Quando uma pessoa é batizada e recebe o Espírito Santo, é prometido que ele irá receber a orientação necessária para o seu bem espiritual e temporal, desde que ele seja fiel a seus convênios. O Senhor não habita em tabernáculos impuros. Portanto, para que possamos nos manter em harmonia com o Espírito do Senhor, devemos ser mentalmente, espiritualmente e fisicamente limpos de toda influência contaminante." 

Lembrem, nada que Satanás faz é bom, embora ele faça um monte de coisas que parecem boas.

Voltando para a reação de Isaías aos astrólogos e adivinhos, vemos um verdadeiro profeta sobre os negócios de seu Pai. Sua resposta, sem sofisticação e aparentemente simples, é, contudo, um raio iluminante de discernimento espiritual para hoje.

Ele apenas perguntou: "Isso irá salvá-lo?"



O artigo acima foi publicado originalmente na revista New Era, em novembro 1972, e pode ser encontrado no seguinte endereço eletrônico: https://www.lds.org/new-era/1972/11/the-precarious-age-of-aquarius?lang=eng

Tradução: João Henrique Pereira
___________

* Whishful thinking é um termo sem tradução para o português e significa o pensamento que toma como realidade algo que se deseja ser real.

Nenhum comentário:

Postar um comentário