Páginas

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Presidente Monson adverte os santos dos últimos dias



Adaptado do LDS Living

Com o antagonismo gerado em torno de questões políticas, tensões na família, e o aumento da violência entre culturas e religiões, tem se tornado difícil encontrar um refúgio. Mesmo dentro de nossos próprios lares, desentendimentos surgem naturalmente, alguns podem durar anos. 

Em meio a essa crescente confusão, o presidente Monson postou recentemente uma mensagem em sua página do Facebook, citando um de seus discursos de 2009, Amansa teu temperamento.

Todos estamos sujeitos a sentimentos que, se não forem refreados, podem levar à ira. Sentimos descontentamento, irritação ou hostilidade e, se assim decidirmos, perdemos a paciência e ficamos irados com os outros. Ironicamente, as pessoas com quem nos iramos muitas vezes são de nossa própria família, são as pessoas a quem mais amamos.
Há muitos anos, li no jornal a seguinte nota da Associated Press: Um senhor idoso revelou no funeral do irmão com quem dividia desde a juventude uma cabana de um cômodo perto de Canisteo, em Nova York, que depois de uma briga eles traçaram uma risca de giz dividindo o cômodo ao meio e que nenhum deles jamais cruzara a linha ou dirigira uma única palavra ao outro depois disso (…) e isso foi há 62 anos. Pensem nas consequências dessa raiva. Que tragédia! 
Que tomemos a decisão consciente, sempre que for preciso, de não nos enraivecer e de não dizer as palavras ásperas e agressivas que ficarmos tentados a dizer.




Confira a íntegra do discurso:

Amansa teu temperamento, Conferência Geral, outubro de 2009.

4 comentários: